O Centro Tradicional de Invenção Cultural é sede do Grupo Seu Estrelo e da Orquestra Alada Trovão da Mata. O Centro de Invenção oferece, ao longo de todo o ano, oficina de teatro de terreiro, oficina de percussão e oficina de danças tradicionais. Realiza, também, o projeto Casa de Fita, direcionado para crianças de 4 a 7 anos. Além disso, há 16 anos é responsável por realizar 3 festejos tradicionais anuais de Brasília: A Festa de Abrição, em abril,

O Fuazeiro, em junho e a Festa do Calango Voador, em setembro. 

 

O Centro de Invenção é responsável pela criação de uma nova tradição em Brasília, é a casinha onde habitam as fantásticas figuras do Mito do Calango Voador, escrito por Tico Magalhães. Tradição que faz parte do projeto pedagógico da Secretaria de Educação do DF desde 2013, oferecendo aos educadores uma fonte de pesquisa e vivencia para o aprofundamento na construção diária de nossa identidade local. Desde 2014, essa manifestação cultural passou a fazer parte também do conteúdo programático do PAS-UnB (Programa de Avaliação Seriada) sendo estudado por todos os alunos do ensino médio do DF para o vestibular. 

O Centro Tradicional de Invenção Cultural se coloca à disposição como um espaço de RECRIAÇÃO, divulgando os saberes populares, por meio de mestres e mestras e brincantes das inúmeras manifestações artísticas do país, celebrando a riqueza da cultura nacional e reelaborando a cultura brasileira. Buscando, assim, novos valores, novas maneiras de construir saberes, proporcionando ao indivíduo um outro modo de pensar as relações da sociedade contemporânea. Em 2020, o Centro de Invenção recebeu da Secretaria de Cultura do DF o Prêmio FAC Cultura Brasília 60 na categoria Gestão, Pesquisa e Capacitação.

WhatsApp Image 2020-09-08 at 14.18.27.jp

O Centro de Invenção

 
Oficina de Teatro.JPG

Oficinas

 

Oficina de Percussão Popular

     A Oficina de Percussão Popular faz um passeio e mergulha nas brincadeiras, batuques e cantos que atravessam o terreiro do Grupo Seu Estrelo, principalmente do Maracatu Nação, Maracatu Rural, Cavalo-Marinho e o Samba Pisado, ritmo criado pelo grupo, e brincado também pela Orquestra Alada Trovão da Mata. 

 

Oficina de Teatro de Terreiro

     O Teatro Popular ou Teatro de Terreiro tem como base a improvisação, alcançada por meio da abrição do imaginário e da captura do sentimento de cada ator. Um teatro que tem como sua base a cultura popular brasileira, os terreiros, os maracatus, o cavalo-marinho e tantas outras manifestações. Onde se honra os encontros e os ensinamentos de nossos mestres populares.

      O Teatro de Terreiro é um conceito desenvolvido a partir da feitura teatral do Grupo Seu Estrelo e dos cortejos da Orquestra Alada Trovão da Mata, que têm como padrinho Mestre Salustiano e a influência de vários outros mestres, como: Mestre Walter França, Dona Dora, Seu Eli, Mestre Chico Simões e por ai vai simbora. Uma oficina singular de encenação e de autoconhecimento, com práticas de teatro, dança e música, desenvolvida através dos ensinamentos de mestres e mestras populares e pelas experiências teatrais feitas dentro da brincadeira desses grupos brasilienses.

Oficina de Danças Tradicionais

      A oficina de Dança Popular propõe um encontro com a corporeidade das figuras do terreiro de Seu Estrelo em contato com as danças brincantes brasileiras. O samba pisado é o grande guia dessa aventura entre passos, improvisação e trupés da nossa cultura. A proposta é decolonizar o imaginário da dança ao brincar com a brasilidade no corpo e a encantaria das figuras do mito. A dança é aliada na construção da expressividade das figuras do Grupo Seu Estrelo e nos cortejos da Orquestra Alada Trovão da Mata. É assim que a invenção e a ancestralidade compõem esse folguedo cerratense.


 

Projeto Casa de Fita

      A Casa de Fita é direcionado para crianças entre 4 e 7 anos e tem com objetivo proporcionar, por meio da brincadeira e da tradição popular brasileira, a liberdade de invenção e a oportunidade de expressão para que cada criança possa usar sua criatividade para registrar em suas memórias, de uma forma mais profunda, a força inventiva da infância.

     Por meio da contação do Mito do Calango Voador e das brincadeiras com os personagens que compõe essa história, as crianças entram em contato com seu imaginário criativo, com sua cidade e o nosso cerrado, se apropriando da natureza que as cerca. Nossa brincadeira apresenta um simbolismo e uma linguagem muito próximos da cultura da infância com ritmos, cores, movimentos, formas, tempo, espaços e narrativas. Dentro da proposta do projeto, as crianças vivenciam esse moderno brinquedo popular por meio de suas músicas, danças, histórias, feituras visuais, se reinventando individual e coletivamente.